Um novo remédio em fase de testes tem mostrado resultados jamais vistos no combate à gordura. Desenvolvido por pesquisadores da Universidade de Indiana, nos Estados Unidos, e do Centro Alemão de Pesquisa em Saúde Ambiental, o novo tratamento conseguiu curar a obesidade, diabetes e alterações lipídicas em animais de laboratório.

Nos testes preliminares, roedores perderam 30% da gordura corporal com o composto

Nos testes pré-clínicos, a pílula baixou os níveis de açúcar no sangue e reduziu a gordura corporal em uma escala maior do que qualquer outra droga existente. Isso foi possível através do aumento da sensibilidade à glicose, redução do apetite e aceleração da queima de calorias produzidos pelo medicamento. Os roedores tiveram uma diminuição de 30% no peso corporal.

O composto é formado por uma combinação de três hormônios gastrointestinais muito parecidos com aqueles fabricados pelo próprio organismo – o GLP-1, GIP e glucagon. Eles são capazes de se ligar e ativar receptores para que produzam certas respostas biológicas. “O efeito destes três hormônios combinados em uma única molécula apresenta resultados nunca conquistados antes”, afirmou o co-autor da pesquisa Brian Finan. “Uma série de centros de controle metabólico são influenciados simultaneamente, como o pâncreas, fígado, depósitos de gordura e cérebro”, completou.

O medicamento passa agora para a fase de testes em humanos, que será administrada pelo laboratório Roche. Segundo informa a revista Isto É, se aprovada na próxima etapa, a fórmula poderá chegar ao mercado entre cinco e dez anos.

Fonte:http://www.bolsademulher.com

Anúncios