Tags

Por isaotto

Olá, queridas. Prazer, eu sou a Ellora, mais conhecida como Lolly!

Antes de tudo, preciso confessar que a minha relação com a palavrinha moda, até os meus 14 anos, era de guerra. Juro! Eu tinha um falso desprezo por garotas que se vestiam bem. Eu fingia que achava moda frescura, provavelmente para não ter que admitir minha falta de confiança em vestir o que eu gostasse. Por sorte, isso não durou muito. Ufa!

Desde então, eu simplesmente passei a brincar com moda, sem compromisso. Provava peças aleatórias e intercalava estilos. Notei como isso podia ser divertido, como as pessoas podiam se vestir de acordo com suas personalidades; e como isso traria minhas ideias para o meu exterior, para a minha vitrine para o mundo. Em um desses experimentos, me desafiei a usar o que eu quisesse, independentemente do quão estranho soasse para os outros. Eu fiz questão de usar o que refletia o meu comportamento (sempre meio doido, por sinal). No dia seguinte, saí com uma legging verde de tigre com um blazer azul de bolinhas. O cúmulo do mix de estampas, eu sei! (risos) Mas eu me senti tão confiante… Eu estava exatamente como queria estar! O meu look menos óbvio, por assim dizer, foi, provavelmente, o mais importe para mim. Aquilo me despertou um interesse insaciável por moda e então, finalmente, eu notei que eu podia vestir qualquer coisa. </drama>

Pensando em como eu me sentia insegura em usar o que bem entendesse, chamei meu amigo Julio Nery para me ajudar a fotografar 5 looks que fogem do óbvio. Sim, eu uso na rua, no dia a dia. Você também pode, acredite! Se expressar faz um bem danado. Portanto, não tenha medo e divirta-se!

#LookLolly 1: boho feat. street
ello_kimono
Vamos do início: a terceira peça é o que diferencia um look básico (short e regata) de um look básico versão power (além dos acessórios, é claro). Trouxe o kimono de propósito, porque é um “must have” desse Verão! É tão charmoso… Você não precisa tirá-lo do armário apenas para festivais de música, poxa! E não me venha com desculpas de que por estar na moda, é uma roupa cara. Eu mesma paguei dez dólares (algo em torno de R$ 30) nesse! O modelo, em particular, tem um tecido bem levinho, semelhante ao de um lençol, e pode ser usado até em dias em que o sol não perdoa. E, de bônus, cobre o bumbum. AMO! Hahaha! Com a ajuda de acessórios, tentei trazer um estilo cigano (procure por “gipsy jewels” no Google. É de se apaixonar!), que eu tenho curtido bastante. Ah! E o tênis foi só para não perder a veia street.

#LookLolly 2: à la gótica
ello_black
Nesse look, trouxe um pouco do estilo “nu goth”. É uma popularização do estilo gótico misturado com as referências “descoladas” do hipster. Os vestidos com essa calda são muito confortáveis por conta do comprimento e práticos por não exigirem muito complemento. Já os óculos redondos deixam qualquer look mais estiloso. É um acessório que você nem pensa duas vezes para comprar: pega e já era! Os acessórios também são no estilo cigano e o prata aumenta o contraste com o preto (fica a dica!). Acreditem ou não, vocês podem, sim, usar creepers na rua. Inclusive, eles são a marca registada da Luana Perez, um ícone do grunge e do “nu goth”. Quem quiser aprender a usar esses sapatos de plataforma, é só clicar aqui!

#LookLolly 3: azul do Brooklyn
ello_ny
Esse look foi inspirado nas referências street e “old school” do Brooklyn, um bairro de Nova York. As cores vibrantes e os acessórios extravagantes também são bem típicos de lá (clique aqui e entenda mais sobre o estilo). Eu adoro explorar uma cor em especial. No caso, foi o azul. Isso deixa o look ainda mais destacado. E agora vamos para o toque final: o turbante. O acessório é bem prático e deixa qualquer look simples mais estiloso. Optei por acessórios com brilho para fazer o contraste com o street. e o tênis com detalhe colorido em azul para chamar ainda mais a atenção para a cor.

#LookLolly 4: couro pra valer
ello_jeans
Mais um look focando na terceira peça! Já notaram que ela faz toda a diferença. né? Imaginem o look sem o colete. Imaginou? Pois é, ele ficaria um pouco mais sério. Como a minha intenção era um visual #ForeverYoung, mais descoladinho, investi no coletinho jeans. Juntei duas características dos anos 80: o corte quadrado do colete e a discopants (calças de couro da época Disco). Para equilibrar, acrescentei peças mais atuais, como o boné de couro, que combina com a discopants e traz o street para o look, e o colar com uma pedra simples para conseguir carregar nos anéis sem medo. Para finalizar, equilibrei o pesadão do coturno com um cropped floridinho e bem feminino! 😉

#LookLolly 5: chapéu do amor
ello_saia
Esse é o look mais fácil de montar. Como vocês já perceberam, eu adoro combinar as peças por cores. Foi o que eu fiz aqui: as peças de roupa tinham uma cor de destaque e os acessórios, outra. Simples, né? O “must” do visual ficou por conta do chapéu coco, que também é conhecido como “owler hat” e é vendido em lojas online gringas por 6 dólares (cerca de R$ 18). Admito que sou tão apaixonada por choker tattoos, que tenho esse desde pequena. Não tive coragem de jogar fora e me dei bem, né? Hahaha! Investi no tênis preto e nos acessórios de prata com detalhes em preto para chamar ainda mais a atenção para a cor principal do look.

Espero mesmo que os looks sirvam de inspiração para vocês! Tentem, sem compromisso. Mas, oh, se vocês curtirem o resultado, me avisem, tá? Vou ficar muito feliz em saber! Para isso, é só me mandar um recadinho.

Garanto que a moda pode ser uma grande amiga e aliada. Mas aviso: é um paixão sem volta! Por isso, qualquer coisa, gritem, viu?

Tenham um 2015 incrível!

Fonte:http://capricho.abril.com.br

Anúncios